Quarta-feira, 30 de Maio de 2007

riscos de giz...

Dentro de casulos escondem-se as asas que mais tarde são as nossas armas,
Pouco saberia da nossa historia se não fossem os retratos,
Os vidros partidos lançam as farpas,
Que retirou dos nossos actos,

Fala por mim, diz-te a ti mesma que tudo o que erro,
Foram falhas dos dois, podemos deixar para depois,
Nos dentes que quebro, nos dedos que cerro,
Nas virgulas, pontos, das cordas que róis,

A sala continua cheia, de cadeiras vazias,
Sentem-se ao lado uns dos outros, sem medo de se tocar,
Talvez não saiba o que fazias,
Nos dias que não estava lá para te abraçar,

Das culpas o fogo já arde do meu lado do tanque,
Foi mais uma história com final (in)feliz,
Das assas que já batem fazem com que a dor estanque,
Porque no fim tudo se apaga, como riscos de giz.
publicado por JF às 23:14
link do post | comentar | favorito

.visitas

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. um fim...e um inicio...

. doce meu...

. asas para voar...

. eu volto...

. rodrigo leão...

. em ti...

. adormecer o meu dia...

. ontem, hoje e amanhã...

. música...

. nova melodia...

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.pesquisar

 

.links

.mais sobre mim