Domingo, 11 de Março de 2007

tardes e noites...

Pontos de encontro, tantas vezes dispersos,
Perguntamos tantos nomes, escondo-os nos versos,
Seguramente tudo fica pouco claro por vezes,
Mas direi o que espero, sempre que quiseres,
O por do sol nasceu, criando sombras na origem,
O mundo já rodou, mas nem me fez vertigem,
Não preciso de dizer, o quanto gosto de ti,
Repetidamente, ficamos assim,
O som faz rodar as ondas que nos tocam,
As que afagam as muralhas, quando as ondas chocam,
No chão, desenho quadros que nunca vou pintar,
Hoje vemos a noite, de certeza as estrelas vão brilhar,
A pouco a pouco aconchego-me, junto do teu regaço,
Em busca de mais um beijo, aninhado no teu abraço,
A noite vem ao de leve, molhar os nossos pés,
Fazer de ti mulher, que hoje em mim és,
Obrigado, pelos bons momentos de abrigo,
Aqueles em que me perco, desenhando-me contigo.
publicado por JF às 22:11
link do post | comentar | favorito

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. um fim...e um inicio...

. doce meu...

. asas para voar...

. eu volto...

. rodrigo leão...

. em ti...

. adormecer o meu dia...

. ontem, hoje e amanhã...

. música...

. nova melodia...

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.pesquisar

 

.links

.mais sobre mim