Quinta-feira, 4 de Janeiro de 2007

tirania...

Encostado à parede vou praguejando sem sentido,
Se eu ainda soubesse mentir, eu já devia ter mentido,
Mas de que me vale falar, não entendes o que digo,
A justiça está na arma que hoje trazes contigo,
A minha língua não entendes, os meus gestos não percebes,
Vou tentando acalmar-te para que nunca te enerves,
Situação de risco, culturalmente irrealista,
Hoje tu és americano, eu apenas um bombista,
Com as mãos no ar, na tentativa de me render,
Mas de que vale eu tentar, tu já estás pronto a me abater,
Dedo no gatilho, o suor escorre pela face,
As televisões do mundo inteiro vão esperando o desenlace,
Querem sangue na lente, mais um corpo no chão,
Uma audiência perfeita cravada com uma bala no alcatrão,
Irmão, não me condenes os pecados,
Quem és tu para me dizer, já todos tivemos um dia errados,
Fala-me de ti, por detrás dessa tirania,
Acreditas em quem te manda ou és adepto da hipocrisia,
Diz-me se concordas com o facto de mandares nas vidas,
As que tiras ou condenas, as que ficam esquecidas,
Cais de joelhos no chão, o arrependimento tomou conta de ti,
Nem sei bem o que disse, nem eu próprio percebi,
Deixas a arma ao alcance e eu agarro-a com as duas mãos,
Mas calma, não tenhas medo, não sou como os teus irmãos,
Que condenam, que massacram, que entrelaçam os pescoços,
O mundo é um desenho, eu ainda vou nos esboços,
Do cano cerrado, tiro munições verdadeiras,
Desato as bombas que trazia, eram meras brincadeiras,
De plástico, sem explosivos, eram apenas decoração,
Uma mera brincadeira que quase me levava ao chão,
Porque hoje em dia, todos têm medo de todos,
EUA artista principal, nós somos todos os outros,
Dente por dente olho por olho, numa cultura mumificada,
Acabamos todos cegos, com uma boca desdentada.
publicado por JF às 03:20
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Maria a 5 de Janeiro de 2007 às 16:25
Espero que não te importes...vim dar o meu abraço
e que o novo Ano seja mesmo a terapia que existe em ti e que aos outros transmites.
Beijinhos
Maria
De anacanela a 6 de Janeiro de 2007 às 13:54
Muito bom o texto , mesmo! em cada frase um pormenor , em cada pormenor um grito, mas que bela lente! mas que óptima terapia, se bem que a de cada um depende de cada um..mas dar a ver o que toda a gente vê a não serem esses "palhaçinhos" , soldadinhos de chumbo mascarados de super herois...que se salvem a eles mesmos! que se começarem pela alma e mentalidade têm muito que fazer! podem esquecer a parte da historia e das raizes...afinal onde é que ela está?!! adorei o post, não gosto de palavras feitas..mas parabens!

Comentar post

.visitas

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. um fim...e um inicio...

. doce meu...

. asas para voar...

. eu volto...

. rodrigo leão...

. em ti...

. adormecer o meu dia...

. ontem, hoje e amanhã...

. música...

. nova melodia...

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.pesquisar

 

.links

.mais sobre mim