Domingo, 30 de Julho de 2006

uma lua diferente, para alguém exigente...

Quero uma mulher diferente,

Dessas que o mundo se tem habituado a olhar,

Roliças sem preconceitos e vontades,

Onde o tempo é imediato,

E os homens circulam, como um extracto,

Anunciando os que foram, os que ficam,

As que fazem e acontecem e não se justificam,

Olho com um certo nojo as meninas das listas,

Que nem com duas mãos conseguem contar suas conquistas,

Farto de meninas mimadas, que não percebem o que é falar,

É assim que se resolve tudo, não, não estás a delirar,

Escrevi isto sim, sabes que sou bem capaz disto,

Não quero uma qualquer, não quero uma qualquer, eu insisto,

Fazem-me repugnância as meninas que utilizam as suas manhas,

Para depois com as amigas sorrirem com suas façanhas,

Rir é sempre bom, não o censuro de todo,

Mas por exemplo eu sou diferente não catalogo quantas e com quem fo.**,

Irrita-me profundamente ver os putos a delirar,

Com meninas com carinhas bonitas que não têm mas nada para dar,

Ando lixado com isto, porque tenho observado,

Que no meio deste antro se calhar não sou eu que ando errado,

Se dou barra olhas de lado,

Se te falo, estou apaixonado,

Mas acredita nunca estou muito mais que interessado,

Porque com dois dedos de conversa compreendo o que tu queres,

Tu e oitenta porcento do que chamamos de mulheres,

Viver no limite é isso que dão na MTV,

É bom que te lembras do que se passou, porque eu posso contar-te o que vi,

Inteligência onde andas, companheirismo onde andas,

O que elas tentam valorizar é a boca o cu e as mamas,

Estou a ser duro? Achas mesmo, dizes isso?

Talvez não vejas as coisas, da mesma forma que pesquiso,

Mas calma, não sou um revoltado,

Não sou parvo nem virei para o outro estado,

Não descobri as outras miss 20% mas vou procurar noutro lado,

Sinceramente eu acredito,

Se querem saber eu admito,

Que a culpa é dos palhaços que dão tanta voz ao mito,

Que mulheres são uma carta, de todo um baralho,

Esses meninos se querem saber, para mim não valem um cara***

A culpa é de alguns, não tenho duvidas nem o escondo,

Há de tudo um pouco, nesta terra, neste mundo,

Mas o que eu quero dizer, é apenas para esses 20%,

Hoje a noite não é famosa mas digo-vos o que sinto,

Continuem a lutar, pela dignidade do vosso cromossoma,

E pela singularidade dos que tocam vosso aroma,

Pela exclusividade dos que podem ter um pouco da vossa inteligência,

Pelos que têm a sorte de não viver com “mulheres negligencia”,

Aos que têm o privilegio de sentir o que é amor,

Sem ter medo de traições nem saber desse sabor,

Aos que nos momentos maus, têm um apoio do seu lado,

Aos que têm alguém que lhes diga a cor, da qual devia estar pintado,

A perfeição de um quadro,

Na eternidade de um fado,

Entendem o que digo? Ou estou apenas irritado?

Aos que sabem falar, e resolver os seus problemas,

Sem ter medo dos olhos alheios, sem ter medo de outros esquemas,

Invejo sem duvida, os que vivem desta forma,

O que um dia foi, hoje já não é norma,

Perguntas se estou revoltado, eu respondo claro que sim…

Porque hoje vi algo que não tinha de ser pra mim….

publicado por JF às 23:18
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Aran_aran a 31 de Julho de 2006 às 01:44
Xiiiii... cuidado!!! Forte, mas bem dito para quem merece... Adorei, beijinhos e boa sorte!!! ;)
De Angel of Obscurity a 1 de Agosto de 2006 às 13:55
Sempre na tua mente linda.. sentida! És o verdadeiro poeta. és o encanto da alma, do espirito, do pensamento, do sentir..
Saudades, sintia eu ate agora.. ate reentrar neste teu reino de sentir! Adoro..

SEmpre lindas surpresas que aqui encontro..

A musica, essa, encantadora.. Mais sentida do que qualquer uma.. Sinto-a!

Amigo, tenho um novo espaço..
Continuo com o Angel of Obscurity, mas agora existe o Angel of Light (estao os dois aí).

hoje vou de ferias.. ausentar-me-ei por um tempinho..
Andarei pelo porto uma semana.. e depois zambujeira :)

Deixote o meu abraço.. sempre sentido, amigo! *

Comentar post

.visitas

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. um fim...e um inicio...

. doce meu...

. asas para voar...

. eu volto...

. rodrigo leão...

. em ti...

. adormecer o meu dia...

. ontem, hoje e amanhã...

. música...

. nova melodia...

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.pesquisar

 

.links

.mais sobre mim