Sexta-feira, 17 de Março de 2006

muito para contar...

Conta-me uma história,

Breve, de fino ponto e interrogação,

Algo que eu não conheça,

Conta-me uma crónica antes que adormeça,

Embaciavam-se os vidros, fruto da respiração,

E desenhava com o olhar, cortes, formas,

De tédio e de inspiração,

Uma mistura explosiva que faz muita gente mudar de lugar,

Mas eu fiquei,

Conta-me a tua história, deixa-me conhecer-te,

Quem me dera saber, conseguir entender-te,

Sentados olhamos, mas as palavras custam a sair,

Eu tenho todo o tempo, e tu poucos espaços para onde ir,

Por onde começar? Experimenta pelo principio,

O que se passa com os teus olhos, porque me olhas assim,

Porque não falas nem contas, as coisas que tens para mim,

Fica um silencio estranho na sala, mórbido até,

“Não te queres sentar” diz-me ela, não, prefiro ficar de pé,

Vais dizer-me o que me queres, ou vais guardar só para ti,

Vais guardar esse jeito estranho de ser que tanto amo,

Pelo qual tanto chamo, e em poesias te declamo,

Mas nada parece realmente resultar,

Turvasse a água que bebemos deste copo,

O tempo esgota-se, e não posso mais esperar,

Podes começar, a eternidade está no fim,

E tu tens muito que contar…

publicado por JF às 00:16
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De Aran_aran a 17 de Março de 2006 às 21:48
Quando se quer saber algo... que tal perguntar docemente... de um jeitinho irresistivel... talvez consigas fazer desenrolar o fio da meada... o conto! ;) Mas gostei do poema... beijinhos
De Maria a 17 de Março de 2006 às 22:41
Contar sem palavras com os olhos é também uma forma de falar, muito mais difícil de interpretar.
Gostei muito do teu poema.
Beijinhos
Maria
De telma a 23 de Março de 2008 às 22:46
Este é sem duvida um dos meus preferidos... nunca deixei de "te ler" mas este não me esqueço nunca...
Beijinhos poeta
Telma (ESE-CS)

Comentar post

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. um fim...e um inicio...

. doce meu...

. asas para voar...

. eu volto...

. rodrigo leão...

. em ti...

. adormecer o meu dia...

. ontem, hoje e amanhã...

. música...

. nova melodia...

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.pesquisar

 

.links

.mais sobre mim