Sexta-feira, 23 de Junho de 2006

fala comigo...

As sombras transformam esta sala hoje,
Os passos silenciosos dos vultos tentam saudar-me nesta tarde,
Lá fora, apenas as folhas se movimentam aos prazeres do vento,
Desfrutam como se nunca caíssem,
Mas mais tarde ou mais cedo refugiam-se no chão,
Onde os passos as perturbam,
E nada mais há a fazer…
Os moveis impávidos e serenos vão vendo mexer suas silhuetas,
Na solta pertença do sol,
O espaço que nos separa é tão pouco, tão ténue,
Mas tão abismal, e impenetrável,
Fala comigo, sussurro,
Daria tudo por te ouvir,
Por te sentir,
Por perder e ganhar tudo ou nada,
Apenas para ver-te sorrir,
Mas apenas o silencio parece ser meu aliado,
Guerreiro submerso dessa batalha que já perdi à partida,
Fala comigo, murmuro…
publicado por JF às 17:48
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De Aran_aran a 24 de Junho de 2006 às 18:29
Há silêncios e silêncios... mas quando as pessoas se refugiam no seu silêncio... muito dificilmente as outras pessoas conseguem se aproximar... pois a barreira já está lá imposta... e como adivinhar o passo seguinte?!? O que será certo ou errado?!?! Só tu poderás mudar isso... e ai o silencio dentro de ti será cada vez maior... ;) Gostei, beijoka e um bom fim de semana
De Maria a 24 de Junho de 2006 às 20:40
Como sempre Jony o que escreves não tem limites.
Espero que esse alguém olhe bem dentro de ti.
Beijinhos
Maria
De Borboleta a 11 de Julho de 2006 às 16:22
Fala comigo, sussurro, fala as palavras mágicas ao meu ouvido .... Daria tudo por te ouvir, dizer "amo-te querida" Por te sentir, vibrar e estremecer de prazer ... por mim! Por perder e ganhar tudo ou nada, e sermos o Sol e a Trovoada ... unidos! Apenas para ver-te sorrir, daria de mim o meu melhor ... Mas apenas o silencio parece ser meu aliado, será este, eternamente o meu fado? Silêncio e nada? Guerreiro submerso dessa batalha que já perdi à partida, por cansado estar de estar na guerra, assim despida, clamo aos deuses, e logo logo se faz em mim de novo a força e sou guerreira, e logo, logo jogo uma nova partida ... No xadrez da vida, os nossos corpos empatam. Entre nós, não há vencidos ou vencedores... Apenas, gestos simples, poemas e Amor ... Tanto Amor, Amor tonto, tanto Amor... Fala comigo, murmuro… Fala comigo, sussurro, fala as palavras mágicas ao meu ouvido .... Diz... outra vez.... não ouvi.... diz de novo ... Fecha a porta, abre a Alma, que lá fora a trovoada já se acalma!

Comentar post

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. um fim...e um inicio...

. doce meu...

. asas para voar...

. eu volto...

. rodrigo leão...

. em ti...

. adormecer o meu dia...

. ontem, hoje e amanhã...

. música...

. nova melodia...

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.pesquisar

 

.links

.mais sobre mim