Terça-feira, 2 de Maio de 2006

os amigos são a familia que escolhemos...

Dedicatória ao meu mano, é assim que lhe chamo,
Podemos afastarmo-nos às vezes, mas tu sabes que te amo,
Amigo verdadeiro, presente a todo o momento,
És modelo do verdadeiro protótipo do sentimento,
E tantas vezes lamento, não sermos irmãos de sangue,
Mas aí sentamo-nos no carro, só espero que arranque,
Do teclado faço a caneta, na imagem crio a história,
Aglomerado de palavras que ditam o que vai na memória,
Éramos pequenos de mais, despreocupados de mais,
Putos divertidos, loucos, sorridentes, eramos reais,
Na escola da vida sempre fomos bons discípulos,
Na matemática da vida fomos sempre multiplos,
De uma raiz que muitos insistem em não reconhecer,
Se morresse hoje, diria que tive o prazer de te conhecer,
Esperaria por ti no inferno, sim no inferno que mal tem?
Para quê ir para o céu? Certamente não conheceria lá ninguém,
Partilham-se as histórias, e vamos roendo umas pipas,
Divide-se mais um bollycao e eu faço mais umas rimas,
Horas passadas atrás da bola, numa dupla imbativel,
Jonny e Leo juntos na noite, significa algo inesquecivel,
Na simplicidade guardamos os pedaços dos risos,
Mais tarde relembramos as causas de todos os sorrisos,
E foram tantos, e vão ser sempre muitos mais,
A verdade é que crescemos um pouco, mas continuamos iguais,
Cientes duma vida fudida para quem não luta,
Nós somos os santos e a vida é filha da puta,
Falando mal e porcamente, vamos ser sempre lixados,
Mas a verdade é que um vai guiar ao outro os passos,
Certos e directos, para uma existencia mais clara,
A nossa amizade é uma zundapp que nunca pára,
Nem nunca vão parar, nem que a gazoza suba até aos milhões,
Nós encontraremos o nosso espaço no meio das multidões,
Estás aqui dentro, tu sabes nem vale a pena explicar,
Vais ser sempre meu mano, até o sangue deixar de circular,
Entretanto…
Vamos bebendo do soro da verdade, com muito gelo por favor,
E que tal se pedissemos outra, nesta noite está calor,
A muisica cega os ouvidos e os olhos deixam de ouvir,
Os sentidos estão já trocados mas o coração não deixa de sentir,
No testamento, estás lá também pois és um dos meus bens,
Hoje dedico-te estas letras como quem diz…Parabéns!

PS: para o meu mano Leo, és grande =) diverte-te, tudo de bom,

 


publicado por JF às 00:03
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Maria a 2 de Maio de 2006 às 10:09
A Amizade é irmã do sangue .Tenho uma amiga assim,apesar de afastadas pela vida estamos sempre juntas,e cada reeencontro é senpre uma festa.
Que tenham sempre as mãos para dar um ao outro é o que vos desejo.
Beijinhos grandes
Maria

Comentar post

.visitas

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. um fim...e um inicio...

. doce meu...

. asas para voar...

. eu volto...

. rodrigo leão...

. em ti...

. adormecer o meu dia...

. ontem, hoje e amanhã...

. música...

. nova melodia...

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.pesquisar

 

.links

.mais sobre mim