Sábado, 12 de Abril de 2008

puzzle...

Onde estão as cartas deste jogo?
As peças do puzzle que juntos montámos.
Os segredos desvendam um criador que não sou,
Mostro o que tenho, mas não me dou,
Porque se sofrer é uma doença, quero morrer depressa,
Esqueço o que importa, fico com a única coisa que resta,
Algumas cartas de um jogo complicado de jogar…sozinho,
Os corpos vão ficando estranhos e não pedem carinho,
Os olhares frios congelam as ideias mais criativas,
Dizes: “já não me motivas”.
Ficamos perdidos entre palavras vazias, noites frias,
Colando as fotografias rasgadas, lambendo as feridas,
Onde estão as cartas do jogo agora?
Porque levas algo que não é só teu?
Trocas a terra pelo céu,
E fica tudo de pernas para o ar,
Não há volta a dar, não há volta a dar,
Hoje o jogo é curto, e eu não quero mais jogar.
publicado por JF às 21:01
link do post | comentar | favorito
|

.visitas

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. um fim...e um inicio...

. doce meu...

. asas para voar...

. eu volto...

. rodrigo leão...

. em ti...

. adormecer o meu dia...

. ontem, hoje e amanhã...

. música...

. nova melodia...

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.pesquisar

 

.links

.mais sobre mim