Quinta-feira, 22 de Novembro de 2007

fragilidades...

Há segundos que passam,
Segredos que se escondem nos nossos bolsos,
E não querem mais sair,
Vai ficando a poeira no chão,
Fantasmas no sótão,
Frases e contos por contar,
Fico fraco, de bolsos cheios quando vos encontro,
Quando vos ouço falar uns dos outros,
Dos amigos, dos inimigos, conhecidos, desconhecidos,
Os que se salvam da batalha ficam apenas feridos,
As intrigas fazem-me comichão na pele,
Continuo a coçar, puxando os bolsos para baixo,
É nessa forma que não me encaixo,
Nessa forma do teu ser,
Gostava que também tu, te deleitasses com tal veneno,
Que algum terreno, te diga certas verdades,
Mas para quê? Se o teu espelho não tem dó de ti,
E mostra com clareza a pena que tens,
As mágoas que tens,
Fragilidades de onde vens,
Diverte-te dizendo mal de toda a gente,
Esquece depressa as falhas que tens na tua própria mente.
Eu ouço-te.

publicado por JF às 23:07
link do post | comentar | favorito
|

.visitas

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. um fim...e um inicio...

. doce meu...

. asas para voar...

. eu volto...

. rodrigo leão...

. em ti...

. adormecer o meu dia...

. ontem, hoje e amanhã...

. música...

. nova melodia...

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.pesquisar

 

.links

.mais sobre mim