Quinta-feira, 30 de Julho de 2009

música...

Já foste banda sonora do encontro mais auspicioso,
Fizeste companhia à solidão mais entristecida,
Mudaste o rumo a quem parecia sem saída,
Vais do tom mais suave ao som mais ruidoso.
Música que abraça a gente, te põe dormente, música para quem a sente,
Melodias circunstanciais para quem ainda é crente e quer ser…diferente.
Já criaste o momento, muito para lá do imaginável,
Desenhas-te corpos, movimentando-se no breu,
És criadora de desejo, de argumento, de personagem,
Fazes embalo ao inferno, crias imagens de céu.
És, música que abraça a gente, te põe dormente, música para quem a sente,
Melodias circunstanciais para quem ainda é crente e quer ser…diferente.
Canso de dizer que és tu quem me seduz, um corpo que reluz,
Ré e saudosa criminosa de todos os meus lemas,
És tu que muitas vezes inspiras, no escuro me dás luz,
Mil e uma noites já passei a deliciar-me com teus temas,
És, música que abraça a gente, te põe dormente, música para quem a sente,
Melodias circunstanciais para quem ainda é crente e quer ser…diferente.

publicado por JF às 09:55
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sexta-feira, 24 de Julho de 2009

nova melodia...

Inspiração que sopra, não sobra, não morre, não dobra,
És assim em mim, pego na caneta, ponho mãos à obra,
Tudo começou, com olhares tímidos e mascarados,
Meses depois éramos amigos e quase namorados,
Beijos trocados, as peças encaixam na perfeição,
Doces pecados criámos, concebemos a melodia da nossa canção,
És perfeita, teu perfume é minha fogueira, ardo em teu lume,
Quero ser aventureiro e explorar o teu cume,
Viver do teu gosto, afogado no teu corpo,
Podes cansar-me à vontade, vai saber sempre a pouco,
Inspiração és, que cresce, que sobe, que desce,
És assim em mim, paixão que nasce, que implora, que mexe,
Quero-te para toda a vida, sempre do teu lado,
Dás cor e luz à palavra apaixonado,
Juntos em todos os momentos, escrevemos poesia em beijos dados,
O teu corpo é meu papel, desenho palavras de amor, em todos os lados,
As tuas mãos o meu guia, num caminho que é só nosso,
Queria dizer-te que te amo desta forma, posso?
És perfeita, na inspiração que crias,
Na forma como deixas as frustrações vazias,
Quero-te comigo até ao fim dos meus dias,
Juntos, na procura de novas melodias.

publicado por JF às 09:21
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 22 de Julho de 2009

bilhete sem volta...

Perde-me de uma vez, tu não sabes ser importante,
Sai de uma vez, por qualquer porta de rompante,
Desce as escadas bem depressa, para que não notem tal existência,
Provavelmente vais voltar, garanto a tua persistência,
Ligas mais uma vez, com as pressões do costume,
Eu já conheço o teu cheiro, já me aqueci no teu lume,
Não quero mais saber de cor, em quantas frases me enalteces,
Eu apenas quero silêncio, porque não desapareces?
Quero o escuro da noite, os raios do sol no meu dia,
Viver como o vento sem esquecer para onde ia,
Talvez consiga finalmente valorizar algo em ti, a ausência,
Em vez de continuar a treinar a minha paciência,
Ficamos por aqui, esta historia não tem saída,
O bilhete usado não tem volta, é só de ida.

publicado por JF às 10:27
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 14 de Julho de 2009

azul do céu...

Pedi desejos aos Deuses, mil e uma formas de mostrar que te quero,
Palavras eternas, escritas em manuscritos raros,
Deram-me um papiro, uma folha apenas, uma pena apenas,
Só espero que as palavras sejam serenas…
Tem calma, hoje vou querer,
Ter-te no meu peito até ao dia nascer, até ao tempo se perder,
Tem calma, hoje és só tu e eu,
Pecados tão doces que não cabem no azul do céu.
Gosto de ti, és tudo para mim,
Sem o teu corpo a minha história não tem jasmim,
Sem o teu beijo na minha boca a minha pintura não tem cor,
Sem a tua presença no meu caminho não sei escrever sobre amor,
És o cheiro de terra molhada, de folha embrulhada, que se espalha no ar
Que invade a minha alma e me atiça os sentidos, aguçando os meus desejos,
Que vibram, clamam, acariciam a tua alma, que nos renova e nos dá alento,
Vem… faz-me sonhar com o amor, em carícias no leito,
Faz bater mais forte, o coração no peito, que embriaga e seduz,
Que nos transforma a noite inteira,
Lá vão gritos para a fogueira,
Porque o prazer hoje queima, quando eu digo…
Tem calma, hoje vou querer,
Ter-te no meu peito até ao dia nascer, até ao tempo se perder,
Tem calma, hoje és só tu e eu,
Pecados tão doces que não cabem no azul do céu.

publicado por JF às 23:21
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 9 de Julho de 2009

respira devagar...

Respira devagar, até as sensações te fecharem os olhos,
As melodias da noite procuram enamorar os teus sonhos,
Ambos sabemos no que a sequencia nos transforma,
Aventureiros do desejo, sem tempo, sem espaço, sem norma,
Toca-me o corpo calmamente, suspira nos espaços, rima aos teus passos,
Teus beijos suaves fazem estremecer os meus ossos,
O teu abraço faz mais sentido, o teu corpo completa o meu,
Os segundos fazem o tempo certo e mostram um caminho lindo até ao céu.
Por favor não me deixes, nem hoje nem jamais,
Faz-me trocar a vida, por momentos imortais
Faz-me ver harmonia até nas palavras banais,
Desejar-te mais, sempre mais, cada vez mais.
Abre os olhos lentamente, não quero que a luz te magoe,
A noite passou, foi efémera talvez, não deixes que a cama ecoe,
Gritando quero mais, outra vez, mais uma vez,
O pecado evidente de uma personagem cheia de altivez,
O que passou, passou, não volta de novo ao mesmo lugar,
Mas teremos sempre muitas ideias e outras formas de o reinventar,
Do nada faz-se o tudo, do tudo nasceu o vazio e o nada,
Vimos a noite criar a ilusão de que podemos ser únicos a cada madrugada,
Então por favor não me deixes, nem hoje nem jamais,
Faz-me trocar a vida, por momentos imortais
Faz-me ver harmonia até nas palavras banais,
Desejar-te mais, sempre mais, cada vez mais.

publicado por JF às 00:25
link do post | comentar | favorito
|

.visitas

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. um fim...e um inicio...

. doce meu...

. asas para voar...

. eu volto...

. rodrigo leão...

. em ti...

. adormecer o meu dia...

. ontem, hoje e amanhã...

. música...

. nova melodia...

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.pesquisar

 

.links

.mais sobre mim