Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2008

chocolate...

Eu gosto de chocolate,
Dos doces sonhos que provoca,
Quando escorre na tua boca
E por fim, quero-te a ti
Deixa-me provar-te.

Da cor dos olhos que desejo,
Escondo as promessas do teu beijo,
Para mais ninguém te ver,
Não te quero ter mas…
Não suporto te perder,

Simbologias hoje são signos,
Tatuas-me com a tua boca,
O doce já se fez marcar,
Ao escorrer na tua roupa,
Despe-te.

Tira-te de ti, rasga-me de mim,
Derrete o que tens para me dar,
Mistura em contornos de carinho e ilusão,
Deixa-te regar, pela sensação,
Deixa-me morder-te.

Tu gostas de chocolate,
Eu em sonhos gosto de ti,
Do amargo ao suave do meu doce,
As palavras fazem sentir-te assim…
Rendida.
publicado por JF às 22:39
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 24 de Fevereiro de 2008

som do mes...

50 Cent - Follow My Lead (Ft. Robin Thicke)
publicado por JF às 16:31
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 21 de Fevereiro de 2008

razões...

As autênticas razões, escondem-se nas verdades,
Hoje o meu mundo é só paz, não há lugar para maldades,
Da realidade à tristeza, fica só o embaraço,
Fico na sombra do teu beijo à espera do teu abraço,
Segue o meu ritmo, abraça a minha mente,
Faz do teu corpo a pista, dança na minha frente,
Hoje és o escorpião, morde-me com teu pecado,
Faz-me delirar em teu nome, na minha cama enrolado,
Eu sou o que precisas, não procures muito mais,
Deixa de ver revistas, desiste de cortar os jornais,
O teu emprego sou eu, o meu trabalho é ser teu,
Domar as tuas razões, ensinando-te a ver o céu,
Olha-me nos olhos, lê os meus pensamentos,
Cativa-me as emoções, faz crescer novos momentos,
Faz da minha pele braile, descreve as sensações,
Desfruta-me como a uma boa história, cheia de ilusões,
Deita-te comigo, vem aconchegar-te no meu corpo,
Hoje a lua já vai alta, já reflecte no meu copo,
De onde vejo o gelo derreter, usei para te aquecer,
Daqui não sais igual, aconteça o que acontecer,
Sou o teu pecado, origem do mal e do teu prazer,
Os meus lábios já não falam, beija-me o que há por dizer.
publicado por JF às 19:17
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 19 de Fevereiro de 2008

esconder...

De certeza que é por pena?
Não sonhas demasiado?
Chora um bocado, diz-me ao que sabem…
As lágrimas que ainda te caem,
Salgadas nos seus traços.

Serena, não queres ser estrela de cinema?
Tu mentes muito bem, queres quem?
Delira um bocado, vai sucumbindo no desabafo,
Tu podes tentar prender, eu safo,
Que nada me dura para sempre.

Se sofro um pouco?
Eu até posso morrer,
Que nem quero saber,
Do que tens para me dar.
Sossega-me, vai-te embora.

Farto de promessas? Nunca as ouvi,
Na verdade até podes ter dito mas…
Eu nem as escrevi.
Pouco sei de ti, pouco quero saber,
Apaga a luz, eu só me quero esconder.

publicado por JF às 23:11
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sábado, 16 de Fevereiro de 2008

sem promessas...

Não quero promessas
Flores, Músicas e Poemas
Quero-te a ti apenas
de corpo inteiro e sem reservas,
Estou pronto, para me perder…
Em ti,
A minha canção,
Vai ser o teu sorriso,
E as flores que eu preciso,
Vão embalar-te para sempre,
O teu amor faz-me bem,
Até hoje ainda não há quem…
Me tenha feito sentir tanta coisa boa,
A minha alma já voa,
Só falta levares o meu corpo,
Para lá da eternidade,
Para lá de onde nasce a saudade,
Que tenho de ti, quando não te vejo,
Quando não te beijo,
Do pescoço, às mãos, ao queixo,
Estou pronto, para me perder…
Em ti,
Se me dás carinho e atenção,
Então, recompenso teu amor,
Pois já tenho teu sabor,
Faço questão de sentir o teu calor,
Que provoco até em sonhos...
Teu cuidado e toques leves
É o poema que me escreves
Cada vez que tu me olhas,
Cada vez que me abraças,
Sempre que juntos estamos,
Em todas as vezes que nos amamos...
Estou pronto, para me perder…
Gosto de ti.
publicado por JF às 00:32
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 11 de Fevereiro de 2008

as cores se misturam...

Já viste como as cores se misturam?
Como se agarram como se prendem,
Nos caminhos secretos onde se transformam,
Como se querem perder,
Escorrer, sem temer que alguém venha mexer,
Mexe comigo, faz de mim a tua cor,
Faz de mim o teu momento, vem conhecer o meu sabor,
Mistura-te comigo e faz coisas novas nascer,
Rodopia as emoções, faz o meu sol se perder,
Deixa a vida ganhar cor, e não te percas no desenho,
Fecha os teus olhos, este corpo não te é estranho,
Já viste as cores que se enrolam?
Como se tocam, quase se colam,
Sem medo que se transformem…
Noutra cor qualquer,
Doce papel, que me ensina como me posso dar,
Não tenho mais medo de mudar de cor, de ar,
Porque se meu peito é o teu ritmo,
E o meu desejo é a tua rima,
Quero ver a mistura ao de cima,
Quero misturar-me contigo,
Nesta cor que hoje me ensina.

publicado por JF às 00:52
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 8 de Fevereiro de 2008

para lá do lugar, onde o sol se põe...

Foge comigo, esconde-te em mim,
Levo-te assim, para lá do lugar,
Onde o sol se põe,
Arrisca, por favor arrisca,
Na doce conquista,
Que te assombra os sonhos,
Que se espelha nos olhos,
E que ainda te faz sorrir,
Fazes-me lembrar o mar,
Durmo e esqueço, procuro nos sonhos,
Uma razão para te encontrar,
Foge comigo, foge,
Para lá de onde todos nos olham,
Onde os olhos não choram,
E nada fica por contar,
Sensações compostas,
Roubo ao mundo tudo o que gostas,
Eu gosto de ti,
Quero-te em mim,
Mas não sei como o dizer,
Quero adormecer, quero esquecer,
Hoje preciso de te ter,
De te tocar, de te beijar, de te sonhar…
Em cada beijo que te sente,
Em cada palavra que te embala,
No coração que dispara, nada se compara,
A ti.
Contigo, posso ser maior,
Melhor, arrisco sair derrotado,
De jogos e batalhas que não tinha preparado,
Golpe de estado, já espero a tua chancela,
Não sei o que tinhas marcado mas…
Cancela,
Foge comigo foge, para lá de onde o tempo nasce,
Onde a paixão das cinzas renasce,
Que esse seja o fim dos nossos tempos,
Loucuras e momentos,
Em juras eternas de sensações por desvendar,
O dia só começa, quando te abraçar,
Te sentir depois de longas horas de interrogações,
De falsas questões, que nos fizeram pensar,
Que mal tem tentar?
Foge comigo, esconde-te em mim,
Levo-te assim, para lá do lugar,
Onde o sol se põe,
Arrisca, por favor arrisca,
Na doce conquista,
Que te assombra os sonhos,
Que se espelha nos olhos,
E que ainda te faz sorrir.
publicado por JF às 00:07
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 7 de Fevereiro de 2008

Eu sei lá...

Eu sei lá falar de amor,
De dor, de afins e termos por contar,
Das quebras de situação,
Nas palavras que não cumpres,

Saberás dizer que me amas, por vezes,
Mas como o mostras?
Como o sentes?
De que forma o queres?

Eu sei lá dizer que sim, ou que não,
Consoante a situação,
Tudo muda de lugar,
Tu no meu, eu no teu, não há muito a declarar,

Posso ser o vilão, até causar comichão,
Que deste chão, onde me pisas,
Vou sair sem teu perdão,
Porque há palavras que não dizes.

Eu sei lá dizer desculpa,
Na condição em que me choras,
Sei lá se namoras, ou adoças os teus termos,
Doces os terrenos, que te dão adrenalina,

Eu sei lá dizer adeus,
Por Deus, que não imploro a minha prece,
Desiste, esquece, que a palavra puxa a palavra,
Não tenho culpa se disseste “amo-te” quando eu já não estava.
publicado por JF às 19:29
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 5 de Fevereiro de 2008

sonhos secretos...

Não entres no jogo se não queres perder,
As palavras estão dispostas, não há nada que saber,
Brinca, joga, disparas sem querer,
Perguntas e equacionas tudo o que dizer,
Vinte e duas palavras compostas,
Já me dizem o que gostas,
Desenham-te as mãos, aquecem-te as costas,
Fazem vibrar tudo o que tocas.
Não brinques demais, olha que vai doer,
Não tem nada que saber,
Eu não perco, aconteça o que acontecer,
Mas adoro o teu jogo, tenta beber,
Do sumo doce que a solidão te provoca,
Tenta acalmar, o tremor que o prazer te invoca,
Não me tentes entender, não me tentes rotular,
O que sabes é mentira, embora estejas a gostar,
Senta, fica mais um pouco, desenho-te mais uma crónica,
Garanto-te que a minha imagem é meramente simbólica,
Tu podes querer saber, podes tentar descobrir,
Que até podes arriscar, mas nunca saberás o que está por vir.
publicado por JF às 19:41
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 3 de Fevereiro de 2008

faz valer a pena...

     Já não há boas histórias de amor, ficaram para lá, do tempo em que o beijo era eterno, em que o peito batia ao sabor da respiração, em que o sonho comandava a noite. Já sabemos de mais, contamos de mais, vivemos de menos, é culpa dos terrenos, que sofrem sem medida, por antecipação, dando razão aos que dizem que tudo passou, “Não te amo mais”. Pouco sei quem és, de onde vens, para onde vais, de sonhos e afins, que flores plantas em teus jardins, mas quero-te, quero-te para mim, fazer-te bem, ver-te sorrir e no fim…cantar-te baixinho, “Sê eterna em mim”.
     Sê eterna, como o doce do beijo, o tremer do teu queixo, quando ficas sem jeito, quando te escondes te ti, quando tu foges de mim, e hesitas com medo de falar. Bonito dia hoje nasceu, podia ser o meu e o teu, numa história sem fim a avistar, quero te abraçar e dizer-te baixinho, “deixa-me fazer-te bem”, se queres ter calor, deixa-me ser inferno, sem medo, sem comunhão e sem credo, como se tudo fosse real, voltando assim a acreditar.
     Quem dera ainda ter força para lutar, por ti, pelas coisas que ainda gostas, pelos sonhos que dizes impossíveis, pelos sítios que só desenhas no chão, porque tens medo de olhar o céu. O sonho já não é só meu pois não? Vem querer, vem dizer, vem fazer voar para esquecer, sem frustração, faz a palavra ser pequena, respirando baixinho…”faz acontecer, que eu faço valer a pena”.

publicado por JF às 21:18
link do post | comentar | favorito
|

.visitas

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. um fim...e um inicio...

. doce meu...

. asas para voar...

. eu volto...

. rodrigo leão...

. em ti...

. adormecer o meu dia...

. ontem, hoje e amanhã...

. música...

. nova melodia...

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.pesquisar

 

.links

.mais sobre mim